Saúde

Secretaria de Saúde engajada no combate à dengue

A estação mais quente do ano alerta sobre um perigo sério: o aumento dos casos de dengue, zika e chikungunya, ambas transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti. Por isso, as equipes de Vigilância Sanitária e Epidemiológica têm promovido ações permanentes de prevenção e combate ao mosquito através de visitas em residências, dos carros fumacês, da aplicação de larvicidas, e do trabalho constante de conscientização sobre a importância da participação de todos nessa luta.

A ideia é fazer do combate ao Aedes aegypti uma rotina de toda a sociedade. Neste período, a população deve redobrar os cuidados para eliminar possíveis criadouros do mosquito. Quando um foco for detectado e não puder ser eliminado pelos moradores, a Secretaria de Saúde deve ser acionada para remover os possíveis focos.

Prevenir é a melhor forma de evitar a dengue, zika e chikungunya. A maior parte dos focos do mosquito está nos domicílios, assim as medidas preventivas envolvem o nosso quintal e também os dos vizinhos.

É simples e rápido combater o Aedes aegypti, siga essas dicas:

  • Garrafas PET e de vidro: As garrafas devem ser embaladas e descartadas corretamente na lixeira, em local coberto ou de boca para baixo.
  • Lajes: Não deixe água acumular nas lajes. Mantenha-as sempre secas.
  • Ralos: Tampe os ralos com telas ou mantenha-os vedados, principalmente os que estão fora de uso.
  • Vasos sanitários: Deixe a tampa sempre fechada ou vede com plástico.
  • Piscinas: Mantenha a piscina sempre limpa. Use cloro para tratar a água e o filtro periodicamente.
  • Coletor de água da geladeira e ar-condicionado: Atrás da geladeira existe um coletor de água. Lave-o uma vez por semana, assim como as bandejas do ar-condicionado.
  • Calhas: Limpe e nivele. Mantenha-as sempre sem folhas e materiais que possam impedir a passagem da água.