Desenvolvimento Social

Prefeitura de Itapetinga realiza campanha contra o trabalho infantil

12 de junho é considerado o Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil. A data é uma oportunidade para sensibilizar, informar, debater e dar destaque ao combate a essa violação de direitos de crianças e adolescentes.

Buscando a garantia dos direitos, entre os dias 08 e 17 de junho, as equipes do CREAS – Centro de Referência Especializado em Assistência Social – e do Conselho Tutelar desenvolveram atividades de conscientização e combate. Além de ações educativas, o grupo fez buscas ativas nas feiras livres da cidade, orientou grupos de mães nos CRAS e foi às rádios da cidade para levar informações sobre o tema.

“O intuito dessas ações é mostrar à população a importância de respeitar as fases do desenvolvimento infantil e os riscos que o trabalho infantil pode gerar na vida dessas crianças. Dentre as principais consequências estão os comprometimentos físico, psicológico, cognitivo e educacional. O trabalho infantil deixa marcas na infância que, tornam-se irreversíveis e duram até a vida adulta”, disse a psicóloga Ninália Almeida, Coordenadora da PSE.

Nos últimos 13 anos, 290 crianças e adolescentes de cinco a 17 anos morreram enquanto trabalhavam e 29.495 sofreram acidentes graves. Também entre 2007 e 2020, 49.254 tiveram algum tipo de agravo à saúde. Os dados são do Sistema Nacional de Agravos de Notificação (Sinan), do Ministério da Saúde, e expressam como o trabalho infantil prejudica o desenvolvimento pleno e a saúde, além de oferecer risco à vida de meninas e meninos.