Notícias Saúde

  • Prefeitura e Fundação José Silveira realizam feira de saúde

    A prefeitura de Itapetinga e a Fundação José Silveira realizaram, entre os dias 13 e 16 de outubro, uma grande Feira de Saúde que atendeu a população nos bairros. Nova Itapetinga, São Francisco de Assis e Américo Nogueira receberam as carretas da Fundação que ofereceram especialidades como ginecologia, oftalmologia, mastologia, odontologia, ortopedia, cardiologia e clínico geral. Entre os procedimentos oferecidos estavam ultrassonografia, mamografia, raio x e exame preventivo. A Feira também atendeu os moradores do distrito de Bandeira do Colônia. Ao todo foram cerca de 1500 atendimentos. “Feiras como essas desafogam a demanda do município, agilizam o atendimento e possibilitam um melhor atendimento à população. Nós fizemos a marcação via CDM, identificamos casos mais urgentes e buscamos, junto com a equipe da Fundação, otimizar a assistência aos nossos pacientes”, disse o secretário de Saúde, Hugo Sousa. “Nós unimos a logística e estruturas da secretaria municipal ao aparato das carretas e o atendimento da Fundação José Silveira e conseguimos realizar, em quatro dias, um número grande de procedimentos. A nossa avaliação é bem positiva. A população ganha quando nos mobilizamos para oferecer mais serviços”, concluiu o secretário.

    Leia mais...
  • Nota de Esclarecimento

    A imprensa regional divulgou, nesta semana, a matéria sobre a mãe de três filhos com autismo severo. Ela requer que o município financie um tratamento específico para as crianças. A secretaria de Saúde vem, então, a público, esclarecer o caso. A paciente Nayara Alves Matos recebeu muito cedo o diagnóstico de autismo dos seus trigêmeos. Assim que foi detectado o transtorno, eles foram cadastrados no CER II – Centro Especializado em Reabilitação – do município. Por abandono do tratamento (as crianças não eram levadas à Apae, onde deveriam receber os cuidados específicos), eles foram descadastrados. A mãe, então, procurou um outro neuropediatra que indicou o Método ABA, método específico de tratamento do autismo, com atendimento de 30 horas semanais, não oferecido pelo SUS. Ao analisar o caso, a promotoria entendeu que o tratamento do SUS se sobrepõe ao tratamento especializado e que não havia justificativa para a exigência da especialidade. O CER II de Itapetinga funciona desde 2012 e é referência macrorregional, capacitado para realizar a reabilitação necessária. Atualmente as crianças estão em uma fila de espera para serem novamente cadastradas e atendidos pela APAE e são assistidos, através da policlínica municipal, por fonoaudiólogos e psicólogos, assim como os pais são usuários do CAPS II do município. A prefeitura de Itapetinga não deixou de dar a assistência devida e necessária aos pacientes de forma humanizada e responsável.

    Leia mais...
  • Itapetinga retomará vacinação de adolescentes

    A partir desta segunda-feira, 20, a prefeitura de Itapetinga retomará a vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos. Na última quinta, o Ministério da Saúde havia suspendido a vacinação deste grupo, deixando a imunização, exclusivamente, para aqueles que possuíam deficiência permanente, comorbidades ou estavam em regime de privação de liberdade. Nesta sexta-feira, no entanto, a Comissão Intergestores Bipartite da Bahia decidiu que os 417 municípios da Bahia devem retomar imediatamente a vacinação de adolescentes contra a Covid-19. Segundo a CIB, não há evidências que justifiquem a suspensão da imunização deste grupo. De acordo com a secretária de Saúde da Bahia, Tereza Paim, “o Ministério da Saúde implementou unilateralmente decisões sem respaldo técnico e científico. Diferente da posição ministerial, a Bahia reuniu especialistas, a exemplo da presidente da Sociedade Baiana de Infectologia, Miralba Freire, bem como do diretor da Sociedade Brasileira de Infectologia, Antônio Bandeira. Ambos refutam a iniciativa do Ministério da Saúde de suspender a vacinação de adolescentes sem comorbidade ou deficiência permanente”, ressalta a secretária em exercício. “Por isso, a partir da próxima segunda-feira, 20, os adolescentes itapetinguenses voltarão a ser imunizados, independente de comprovação de comorbidades ou deficiência permanente. A gente lamenta o impasse e insegurança causada pela divergência, mas seguiremos com a vacinação, certos de que, em breve, poremos fim à pandemia”, disse o secretário Hugo Sousa.

    Leia mais...
  • Ministério da Saúde suspende vacinação de adolescentes sem comorbidades

    Nesta quarta-feira, 15, o Ministério da Saúde emitiu uma Nota Técnica recomendando a suspensão da vacinação de adolescentes de 12 a 17 anos sem comorbidades. De acordo com a nota, apesar das recomendações da Anvisa do uso da Vacina Pfizer/Biontech, a Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à Covid-19 pede que só sejam imunizados, a partir de então, adolescentes com deficiência permanente, comorbidades ou que estejam privados de liberdade. Assim, seguindo as orientações apresentadas pelo Ministério, a secretaria de saúde de Itapetinga suspende, nesta quinta-feira, 16, a imunização deste público. A partir do dia 17, só serão vacinados adolescentes com comorbidades ou algum tipo de deficiência. “A gente sabe que esta não é a notícia que gostaríamos de trazer, mas o município precisa seguir as diretrizes nacionais. Aguardamos atentos às próximas recomendações, inclusive sobre a possibilidade de aplicação da segunda dose naqueles que já receberam a primeira. Pedimos a compreensão da nossa população, na certeza de que, em breve, teremos segurança e autorização para seguirmos imunizando os nossos jovens”, afirmou o secretário Hugo Souza.

    Leia mais...
  • Prefeitura realiza levantamento de infestação do Aedes Aegypti

    No último dia 13 de setembro, a Secretaria de Saúde iniciou o 3° ciclo do levantamento rápido do índice de infestação do Aedes aegypti (LIRAa). O objetivo do LIRAa é identificar as áreas da cidade com maior ocorrência de focos do mosquito e os criadouros predominantes. A atividade é executada pelos Agentes de Endemias do município em visitas às residências para a realização das vistorias. O coordenador do departamento, Márcio Ribeiro, e o Supervisor Geral de Campo, Daniel Sampaio explicam que “esse trabalho é necessário para averiguar os possíveis focos do mosquito. O intuito é evitar a proliferação e ampliar a atenção em determinadas áreas. Para isso os munícipes devem estar atentos, receber e cooperar com toda a equipe”, explicam. Durante as visitas, os Agentes orientam sobre a importância da limpeza nas caixas d’água, reservatórios e limpeza das paredes internas. Através do trabalho educativo de orientação é possível reduzir os focos do mosquito. Após a conclusão do levantamento, composto por 4 ciclos, serão montadas estratégias para conter a proliferação dos mosquitos e reduzir o índice de doenças provocadas pelo Aedes aegypti, de forma mais incisiva no combate à dengue e chikungunya. A Diretora de Vigilância em Saúde do município Karen de Souza, explica a importância do levantamento desses dados. “A avaliação epidemiológica nos bairros colabora para identificar, através do levantamento, os focos do mosquito. Após o recolhimento das informações encaminhamos o relatório para o Estado, onde outras medidas de controle poderão ser planejadas, visando sempre reduzir o vetor. Através do LIRAa é possível ainda saber qual bairro precisa de uma ação mais intensificada”, destacou. Para solicitar uma vistoria do Agente de Endemias ou fazer denúncia, a secretaria municipal de saúde disponibiliza o número 77 3262 1991, com o atendimento de segunda à sexta, das 8h às 13h.

    Leia mais...
  • Itapetinga avança na vacinação e reduz número de casos ativos de covid-19

    A vacinação contra a Covid-19 avança em Itapetinga. O município já aplicou a primeira dose da vacina em mais de 60% da sua população adulta. Até esta quinta-feira, 19, 34.864 pessoas já haviam recebido ao menos uma dose das vacinas disponíveis para combater o coronavírus. Dessas, 14.578 já completaram a imunização com as duas doses. Além disso, 846 pessoas receberam a vacina da Janssen, de dose única e também já estão imunizadas. O avanço da campanha vacinal já tem repercutido na redução do número de novos casos da doença. No boletim desta quinta, apenas 7 casos ativos foram registrados. Desde o dia 30 de julho, Itapetinga não registra nenhum óbito causado pela covid. Durante esses 17 meses de combate à pandemia, Itapetinga vem mantendo estratégias seguras e equilibradas para controlar o contágio e tratar os pacientes contaminados, o que tem resultado em uma situação controlada – dentro das possibilidades de controle de uma pandemia – que aliou saúde pública e avanço econômico. “A população, no entanto, não deve relaxar nas medidas de biossegurança. Mais de 20 mil adultos ainda não receberam nenhuma dose da vacina. A gente precisa lembrar que todas os imunizantes oferecidos são seguros e eficientes na prevenção de casos graves da doença, mas nós só estaremos livres do vírus e das suas variantes quando a maior parte da população estiver completamente imunizada”, lembrou o secretário de saúde, Hugo Sousa.

    Leia mais...
  • Em reunião, CAPS-AD, IPAM e Secretaria de Educação debatem Programa de Atenção aos Servidores com Dependência Química

    Na manhã dessa quarta feira, 11, CAPS-AD, IPAM e Secretaria de Educação se reuniram para planejar e implantar o Programa de Atenção aos Servidores com Dependência Química. Entre as estratégias elaboradas para o programa, estão atendimentos através de palestras, encontros, entrevistas, avaliações e encaminhamentos aos serviços de saúde, grupos de apoio e atividades esportivas e culturais. A reunião ainda debateu estratégias para prevenção ao uso abusivo de substâncias psicoativas. De acordo com os representantes do projeto, diversas ações serão realizadas a fim de amparar e apoiar o servidor, reduzindo e readequando as condições de trabalho que possam ter influência nos problemas relacionados ao consumo de álcool e outras drogas. As etapas do projeto passam pela identificação dos servidores com problemas e dos padrões de consumo de substâncias químicas; sensibilização e capacitação das chefias para que elas possam identificar possíveis casos e envolvimento da família no processo de reabilitação do servidor, acompanhando-o em todas as etapas do tratamento, inclusive com encaminhamentos necessários para sua recuperação. Na reunião ainda foi apresentada a estrutura do CAPS-Ad e a importância do seu trabalho como ação transformadora de vidas na sociedade itapetinguense.

    Leia mais...
  • Ginástica Laboral oferece maior bem estar aos colaboradores municipais

    Nesta semana, a prefeitura de Itapetinga deu início ao trabalho de ginástica laboral com os seus colaboradores. Na segunda, pela manhã, a Guarda Militar e os agentes da Comutran foram os primeiros grupos a participarem do trabalho que tem como principal objetivo melhorar e preservar a saúde dos trabalhadores. https://www.youtube.com/embed/LjZcysWMQwY “Para a gente que trabalha com motocicletas ajuda a corrigir a postura, melhora dor nas costas, nos ombros. É importante porque a gente tira a jornada de 24h diária e melhora a respiração e aumenta a consciência corporal e prevenção de doenças ocupacionais”, disse o agente de trânsito Wilson, que participou da primeira aula na Comutran. Além de diminuir os índices de afastamento por problemas de saúde, os exercícios realizados também ajudam a aumentar a produtividade e a estreitar o relacionamento entre os colaboradores. “Em qualquer empresa que se preocupa com a qualidade de vida dos seus funcionários, a ginástica laboral é uma prática que precisa ser adicionada. Além de se mostrar mais humana, esse tipo de ginástica reduz os riscos de doenças ocupacionais que podem levar, inclusive, a afastamentos médicos”, explicou o educador físico, Silvio Francato. As aulas de ginástica laboral seguirão de segunda a sexta, completando um calendário que engloba além da Comutran e da Guarda Municipal, o setor administrativo da prefeitura e a secretaria de saúde.

    Leia mais...
  • Itapetinga começa a vacinar população em situação de rua

    Itapetinga começou a vacinar a população em situação de rua, contra a Covid-19, nesta quinta-feira, 22, com doses da Janssen. “Como a vacina Janssen é dose única, esse público já fica imunizado na primeira busca ativa. Isso é muito importante, pois essas pessoas não costumam ir aos postos para tomar a segunda dose da vacina na data indicada. Alguns perdem o cartão, outros se recusam a vacinar novamente”, disse a Diretora de Vigilância à Saúde, Karen Almeida. A vacinação aconteceu em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Social, durante a distribuição do almoço à população em situação de rua. Catorze pessoas foram imunizadas. A busca continua na segunda-feira, 26, quando o município pretende finalizar a vacinação deste público que conta com cerca de 30 pessoas. “Seguimos buscando formas de acelerar a campanha, aproximar a vacina da população, conscientizar a todos sobre a importância da imunização, que só se concretiza com a segunda dose na maioria dos casos. Temos certeza que, muito em breve, venceremos a pandemia”, afirmou o secretário de saúde, Hugo Sousa.

    Leia mais...
  • Em Itapetinga, mais de 50% do público alvo já recebeu a primeira dose da vacina contra Covid-19

    Na próxima segunda-feira, 19, Itapetinga completa seis meses de campanha de vacinação contra a Covid-19. Após imunizar todos os grupos prioritários, o município segue aplicando vacinas em pessoas com 30 anos ou mais. Estão dentro do público alvo da campanha (maiores de 18 anos), 55.534 itapetinguenses. Até esta sexta-feira, 16, o município já havia aplicado a primeira dose do imunizante em 28.212 pessoas. Desse grupo, 9166 já receberam a segunda dose. Além disso, mais 805 pacientes haviam recebido a vacina da Janssen, de dose única. Assim, 52,08% da população alvo já recebeu ao menos uma dose da vacina e quase 18% já tem a imunização completa. “Esta é uma campanha atípica. Começamos com apenas uma vacina – a Coronavac – e recebendo lotes pequenos que não eram suficientes para um dia de vacinação. Hoje o envio das vacinas está mais acelerado, já recebemos imunizantes de três fabricantes e temos conseguido uma constância na vacinação. Continuamos afirmando a importância da segunda dose para a imunização completa. Com a participação de todos, acredito que até o final do ano a gente consiga celebrar o fim dessa pandemia”, disse o secretário Hugo Sousa.

    Leia mais...

FIQUE ATUALIZADO