Notícias Saúde

  • Secretaria de Saúde e Policlínica Regional reúnem-se para debater formas de otimizar o atendimento

    Na manhã desta quinta-feira, 02, a secretaria municipal de saúde se reuniu, na Câmara de Vereadores, com a equipe executiva da Policlínica Regional. O encontro faz parte do Projeto Policlínica Itinerante que tem como objetivo, debater critérios de encaminhamento, fluxo e melhor relação entre os setores. Durante a reunião, a diretora geral da policlínica, Handara Silva e o diretor Médico, Diego Ferraz, apresentaram toda estrutura da Policlínica Regional, abordando questões relacionadas à oferta de serviços, detalhes sobre a regulação, marcação e o manual de acesso. Médicos, enfermeiros, técnicos e dentistas das unidades básicas do município, além de toda a equipe de regulação e representantes da comissão de saúde da Câmara de Vereadores, ouviram as informações dadas pelo grupo da policlínica que atende, atualmente, 28 municípios de duas microrregiões. O principal objetivo foi ampliar o diálogo com o município buscando sanar dúvidas para um melhor aproveitamento do atendimento ofertado. “A Policlínica Regional de Vitória da Conquista e Itapetinga foi inaugurada em 2019 e desde então busca oferecer uma maior atenção à saúde do paciente, descentralizando a assistência e regionalizando o atendimento ao cidadão, que passa a ter acesso aos serviços perto de casa. É importante que a gente mantenha esse diálogo, que facilite o fluxo e otimize os serviços para conseguir oferecer atendimento de qualidade e humanizado, de forma mais rápida e eficaz aos nossos cidadãos”, explicou a secretária de saúde, Rosania Rabelo.

    Leia mais...
  • Secretaria de saúde cria novo sistema de agendamento para pacientes de glaucoma

    Buscando facilitar o acesso e o atendimento ao paciente de glaucoma, a Secretaria Municipal de Saúde informa mudança no sistema de agendamento das consultas e entrega de colírios. Os pacientes atendidos pelo CEOQ em novembro de 2022, com seu retorno agendado para fevereiro de 2023, não precisarão se dirigir ao CDM para garantirem suas vagas. As consultas serão agendadas em domicílio, seguindo lista encaminhada pela clínica. A Secretaria também informa que no mês de fevereiro iniciará atualização de cadastro de todos os pacientes que têm diagnóstico de glaucoma.

    Leia mais...
  • Rede de Saúde Mental oferece mais conscientização durante campanha Janeiro Branco

    Janeiro foi o mês escolhido para debater a saúde mental. A campanha Janeiro Branco, iniciada em 2014, é realizada no primeiro mês do ano, que em termos simbólicos e culturais, é um período em que as pessoas estão mais propensas a repensarem suas vidas, metas, relações sociais, suas condições existenciais e suas emoções. Em Itapetinga, o CAPSIII elaborou um projeto durante todo o mês. Seu objetivo foi mostrar a importância do cuidado com a Saúde Mental no nosso dia a dia e alertar para os riscos que os danos emocionais não tratados podem gerar em várias áreas da vida. Um time de profissionais, entre educador físico, farmacêutico, psicólogos, assistente social, nutricionista, enfermeiros, oficineiros, trabalhou de forma multidisciplinar para levar mais conhecimento, além de desmistificar as doenças mentais e o, às vezes necessário, tratamento medicamentoso. Palestras educativas, oficinas, grupos terapêuticos e atividades físicas fizeram parte de uma programação diversificada que promoveu bem-estar e equilíbrio. Itapetinga possui uma rede completa de atendimento à saúde mental formada por CAPS III, CAPS AD e duas residências terapêuticas.

    Leia mais...
  • Janeiro foi mês de conscientização sobre a hanseníase

    Durante todo o mês de janeiro, buscando informar e conscientizar a população sobre a hanseníase, a secretaria de saúde realizou palestras educativas nos postos. A enfermeira do Programa de Controle de Hanseníase e Tuberculose, Luma Eloy, esteve nas unidades de saúde das Casas Populares, do Clodoaldo Costa, do Américo Nogueira e da Vila Rosa para levar informação e quebrar tabus sobre a doença. Além de explicar como detectar os sintomas, a enfermeira falou sobre o tratamento gratuito oferecido pelo SUS e os locais de acompanhamento no município. A hanseníase é o foco da Campanha Janeiro Roxo, doença crônica e transmissível que atinge os nervos e a pele. Além de conscientizar sobre formas de transmissão, combate e tratamento, a campanha faz parte, também, da luta contra o preconceito. Vulgarmente conhecida como lepra, a hanseníase sempre carregou muitos estigmas que podem ter surgido pelo caráter crônico da doença, a deformidade física causada por ela e o fato de até pouco tempo ter sido considerada incurável. “O preconceito, muitas vezes, é a causa do diagnóstico tardio. Com vergonha ou medo de descobrir a causa dos sintomas, o paciente adia sua ida ao médico, o que dificulta o tratamento”, explicou Fabrine Sodré, diretora de vigilância à saúde. Itapetinga oferece o serviço de avaliação e tratamento da Hanseníase na Fundação Juvino Oliveira, instalada na Loja Maçônica. A unidade conta com enfermeiros, médicos e técnicos de enfermagem capacitados para atender a todos, de segunda a sexta-feira, das 8h às 13h. Desde 2017, todos os casos tratados no município foram curados. Atualmente, a secretaria de saúde acompanha 13 casos ativos, todos controlados e com bom prognóstico. Previna-se. A hanseníase tem cura.

    Leia mais...
  • Através de solicitação da Defesa Civil, Itapetinga recebe kit de medicamentos e insumos

    Durante todo o período de fortes chuvas em Itapetinga, a Defesa Civil municipal atuou nas áreas de risco, mapeou os principais danos, listou as principais necessidades e buscou soluções para os problemas causados pela força das águas. Para auxiliar no atendimento à população atingida, a Defesa Civil solicitou ao Ministério da Saúde kits de medicamentos e insumos estratégicos para a assistência farmacêutica. “Uma vez que foi decretado estado de emergência no nosso município, a defesa civil solicitou, através do CIEVS – Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde – os kits que abastecerão as nossas unidades farmacêuticas”, explicou o coordenador da Defesa Civil, Claudio Sousa. Através do pedido, Itapetinga recebeu medicamentos para hipertensão arterial e diabetes, além de antibióticos, vermífogos, material médico-hospitalar, descartáveis em saúde e de higienização para ambiente hospitalar. O material recebido será utilizado para distribuição gratuita nas unidades básicas de saúde e para auxiliar nos atendimentos do Samu 192 e UPA 24horas. “O trabalho na gestão pública deve ser feito sempre em conjunto, com o foco no bem comum. E foi pensando nisso que elaboramos juntos o pedido ao Ministério, de acordo com a necessidade do nosso município. Nós desejamos que não atravessemos, novamente, por um período de desastre como aconteceu nos últimos dois anos, mas estaremos sempre atentos para assistir nosso povo”, concluiu Claudio Sousa, ao explicar que outras solicitações foram realizadas e que, em breve, devem ser atendidas.

    Leia mais...
  • Diálogo entre Fundação José Silveira e Prefeitura Municipal segue em busca de melhorias para o serviço

    Nesta quinta-feira, 26, a secretaria de saúde reuniu-se, mais uma vez com a equipe da Fundação José Silveira. Desta vez, nas dependências do Hospital Cristo Redentor, o objetivo foi conhecer mais de perto as instalações disponíveis e debater formas de otimizar os serviços oferecidos. Entre os principais pontos as serem corrigidos estava o necessário e importante acolhimento às gestantes e a questão materno infantil. De acordo com a secretária de saúde, Rosânia Rabelo, é essencial que o hospital ofereça dignidade às mães no momento do parto. O médico Daniel Tavares afirmou que a atenção primária municipal tem desenvolvido um bom trabalho no tocante à atenção à gestante, oferecendo exames laboratoriais, além de ultrassonografias obstétricas e morfológicas, para o bom acompanhamento em todo o pré-natal, mas era essencial que o parto realizado no hospital também seguisse os cuidados e o perfil humanizado do tratamento que o município tem ofertado. Além disso, o grupo da secretaria pediu soluções para pendências em relação à realização de cirurgias, ecocardiogramas e raio-x, procedimentos suspensos há meses. A equipe do Samu 192 também questionou o atendimento aos pacientes levados pelo serviço móvel, muitas vezes não recebidos pelo hospital. “O nosso objetivo é construir uma rede – entre gestão municipal e Hospital Cristo Redentor – que prime, de fato, pela saúde da nossa população com um atendimento humanizado, dentro do que preconiza o SUS”, explicou a secretária Rosânia Rabelo. O diálogo com a Fundação continua nas próximas semanas, buscando uma aproximação maior, um fluxo mais eficiente e, principalmente, uma melhor prestação de serviços ao povo.

    Leia mais...
  • Prefeitura e Fundação José Silveira dialogam em busca de melhorias para a saúde municipal

    Na manhã desta terça-feira, 24, o prefeito Rodrigo Hagge reuniu-se com representantes da Fundação José Silveira. Ao lado da secretária de saúde, Rosania Rabelo, e do secretário de finanças, Orlando Ribeiro, ele discutiu a situação da saúde municipal no tocante ao atendimento hospitalar. Entre as pautas debatidas, estava a necessidade de urgente aperfeiçoamento do serviço oferecido e a melhora do fluxo entre prefeitura e Fundação. A secretária, que assumiu o setor há apenas três semanas, identificou as principais demandas não atendidas e afirmou ser essecial que o hospital recupere a confiança da população em seus serviços.O município comprometeu-se com a rápida quitação de débitos e manutenção dos pagamentos em dia. De acordo com Rabelo, ela e representantes da secretaria irão até o Hospital Cristo Redentor no próximo dia 26 para discutirem novo fluxo de trabalho e buscar soluções para que seja oferecido um serviço de saúde, de fato, efetivo e humanizado a todos os itapetinguenses.

    Leia mais...
  • Agentes de endemias realizam vistorias no combate ao Aedes Aegypti

    2023 começou com combate ao mosquito Aedes Aegypti. Os agentes de combate às endemias estão desde os primeiros dias do ano fazendo vistorias em residências, depósitos, terrenos baldios e estabelecimentos comerciais com o objetivo de identificar e acabar com focos endêmicos. O trabalho passa por inspeção cuidadosa de caixas d’água, calhas e telhados e aplicação de larvicidas e inseticidas. Ações educativas também fazem parte da rotina dos agentes. Orientações quanto à prevenção e tratamento de doenças como dengue, zika e chikungunya fazem parte da rotina daqueles que estão em contato direto com a comunidade. “Os agentes estão em contato direto com a população. Ele conhece os principais problemas da localidade e é capaz de envolver o povo na busca pela solução rápida e eficaz de suas questões. Além disso, o agente pode contribuir para promover uma integração entre as vigilâncias epidemiológica, sanitária e ambiental, promovendo saúde plena na região onde atua”, explicou Márcio Ribeiro, coordenador de Endemias. O ACE é um profissional fundamental para o controle de endemias e deve trabalhar de forma integrada com as equipes de atenção básica. Nos próximos dias, o grupo fará mutirões de limpeza e vistoria nos mais diversos bairros da cidade. Atenda bem o agente comunitário. A luta contra o aedes aegypti é de todos nós.

    Leia mais...
  • Itapetinga participa da 302ª Reunião da CIB em Salvador

    Itapetinga esteve presente na 302ª reunião ordinária da Comissão Intergestores Bipartite, realizada na noite da última quinta-feira, 19. A CIB tem por finalidade organizar o funcionamento das ações e serviços de saúde integrados em redes de atenção à saúde. A secretária de saúde municipal, Rosania Rabelo, participou da reunião que debateu, entre outros pontos, a necessidade de ampliação da cobertura vacinal, ampliação do acesso ao serviço de hemodiálise e a importância da linha de cuidado ao paciente em todo o serviço. O grupo discutiu ainda a atenção básica e a necessidade de oferecer suprimento farmacêutico de forma célere e mais eficiente, que atenda de maneira mais plena a nossa população. O debate circulou, também, em torno das expectativas do novo governo quanto à formação da equipe em um ano no qual já se prevê o fim da pandemia e o início de um trabalho mais consistente na saúde. Durante a reunião, a Secretária de Saúde do Estado da Bahia, Roberta Santana, assumiu o cargo de coordenadora desse colegiado e empossou o subsecretário Paulo José Barbosa. Entre os pontos discutidos estavam, também o Programa Glaucoma, Linha de Cuidado Rede Oncológica e vários serviços para credenciamento dos municípios da Bahia ainda sem andamentos. Desde que assumiu o cargo, a nova secretária de Saúde de Itapetinga, Rosania Rabelo tem se dedicado a reuniões e visitas para conhecer o equipamento, identificar os seus agentes e, principalmente, traçar um plano estratégico que seja capaz de fazer do SUS um sistema que atenda aos itapetinguenses de forma eficiente, qualificada e humanizada. Além de uma reunião geral com o setor administrativo e após conhecer todas as unidades de saúde do município, incluindo distrito e povoado, Rosania encontrou-se com o Sinditatiba – Sindicato dos Trabalhadores. Durante a reunião, ouviu as principais reivindicações da categoria, listou potenciais e deficiências e estabeleceu novas metas.

    Leia mais...
  • CAPS AD realiza plantão durante campanha do Janeiro Branco

    Iniciada em 2014, a campanha Janeiro Branco alerta sobre os necessários cuidados com a saúde mental. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que os índices de pessoas com transtornos mentais, principalmente depressão e ansiedade, aumentaram consideravelmente nos últimos anos. Pensando nisso, a prefeitura de Itapetinga preparou uma programação especial. Das 07h às 14h, a equipe do CAPS AD realizou um plantão oferecendo atendimento, orientação e informação. Os atendimentos individuais foram abertos à toda a comunidade que sentisse necessidade de acolhimento ou para sanar qualquer dúvida. Com o tema “A Vida Pede Equilíbrio”, técnicos, assistentes sociais, enfermeiros e psicólogos fizeram a escuta e orientação necessária e passaram informações sobre toda a rede de saúde mental do município. “O sofrimento emocional, associado ou não a um transtorno mental, pode ser prevenido ou atenuado se as pessoas conhecerem estratégias para cuidar da saúde mental. Reconhecer a presença desse sofrimento é o primeiro passo para alcançar melhor qualidade de vida, pois a partir daí é possível buscar caminhos terapêuticos para lidar com os problemas”, explicou a assistente social e responsável técnica pelo CAPS AD, Carol. A rede de saúde mental de Itapetinga tem tido merecido destaque na região. O município possui uma rede completa para oferecer tratamento e acolhimento, de forma humanizada e especializada. Formada por CAPS 3, CAPS AD e duas residências terapêuticas, Itapetinga tem se destacado quando o assunto é atendimento a pacientes com adoecimento mental.

    Leia mais...

FIQUE ATUALIZADO