Saúde

Itapetinga inicia vacinação de grávidas e puérperas

Com a chegada do primeiro lote da vacina da Pfizer, Itapetinga, além de dar continuidade às etapas de vacinação com a Astrazeneca, iniciou a imunização de um novo grupo prioritário. Nesta quarta-feira, o município começou a vacinar grávidas e puérperas (mulheres com até 45 dias depois do parto).

Em maio, a Anvisa – Agência Nacional de Vigilância Sanitária – recomendou que a vacina da AstraZeneca/Fiocruz não fosse mais aplicada em gestantes. A decisão foi tomada depois da morte por acidente vascular cerebral de uma grávida que recebeu a dose.

Nesta quarta, no entanto, com a chegada de 180 doses da vacina Pfizer, o município retomou a imunização do grupo, assim como segue vacinando lactantes com mais de 18 anos e pessoas sem comorbidades que não fazem parte de nenhum grupo prioritário acima de 50 anos.

“A gente tem notado uma diminuição na procura da vacinação nos postos de saúde. É preciso que a população entenda a importância da imunização. Apenas com ela nós conseguiremos vencer a pandemia e retomar a nossa vida com segurança”, alertou o prefeito Rodrigo Hagge.

Veja documentos necessários na hora da vacinação:

Gestantes COM comorbidades: a paciente deverá levar o relatório médico, cartão do pré-natal, documento oficial com foto, CPF e/ou Cartão SUS.
Gestantes SEM comorbidades: a paciente deverá levar a receita médica, cartão do pré-natal, documento oficial com foto, CPF e/ou Cartão SUS.
Puérperas COM comorbidades: a paciente deverá levar o relatório médico, declaração de nascido vivo ou certidão de nascimento da criança, documento oficial com foto, CPF e/ou Cartão SUS.
Puérperas SEM comorbidades: a paciente deverá levar o receita médica, declaração de nascido vivo ou certidão de nascimento da criança, documento oficial com foto, CPF e/ou Cartão SUS.