Saúde

Com novo modelo de financiamento, Secretaria de Saúde debate formas de ampliar a captação de recursos para o município

Na última quarta-feira, 22, médicos, enfermeiros e dentistas da rede municipal se reuniram para a apresentação do nova forma de financiamento da Atenção Primária à Saúde.

O novo modelo, que começa a valer a partir de abril, fará com que o repasse de recursos aos municípios não tenha valores fixos, mas considere o número de usuários cadastrados nas equipes de saúde e o desempenho das unidades, a partir de indicadores como qualidade do pré-natal, controle de diabetes, hipertensão e infecções sexualmente transmissíveis.

Atualmente, apenas 39 mil itapetinguenses estão cadastrados através do cartão do SUS. Pensando em otimizar os serviços e melhorar a captação de recursos, a Secretaria Municipal de Saúde já planeja estratégias para cadastramento e aumento de produtividade.

Entre as estratégias traçadas pela secretaria estão a ampliação da informatização, o estímulo à buscativa de pacientes, o credenciamento de novas equipes de saúde da família e a construção de novos postos de saúde para aproximar ainda mais a população dos serviços públicos.

Coordenaram a reunião, o Secretário de Saúde, Hugo Sousa, a coordenadora de Atenção Básica, Fernanda Cruz, a Coordenadora de Saúde Bucal, Rosane Filgueiras e a Diretora de Atenção à Saúde, Karine Benevides.

Em Itapetinga, a Secretaria de Saúde tem conseguido driblar as dificuldades enfrentadas em todo país por conta do contingenciamento de verbas.

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support